terça-feira, maio 04, 2010

Chegando ao 3º Trimestre - 7º mês de Gravidez

A Melhor posição pra dormir:

A melhor posição para dormir é deitada sobre o lado esquerdo. A aorta e a veia cava estão situadas um pouco à direita do centro de suas costas; assim, deitando do lado esquerdo, tanto quanto possível, melhora a circulação de sangue em seus órgãos e extremidades, permitindo melhor fluxo sangüíneo ao nível do útero. Você pode encontrar algum problema para conseguir dormir. Tente um daqueles travesseiros de maternidade para colocar sob a sua barriga, ao se deitar de lado, e mantenha a linha da coluna reta com a posição da cabeça. No final desta semana estarei completando o 7º mês de gestação.

Múltiplos: Esteja familiarizada com os sintomas de pré-eclâmpsia que é mais comum em gestações múltiplas do que únicas. Se você apresenta: dor de cabeça forte; vê com freqüência pontinhos cintilantes enquanto está em repouso; subitamente começa a inchar, especialmente na face; dor abdominal; náuseas e vômitos, acompanhados de tonturas, avise imediatamente o seu médico.

Entrando no 7º Mês

Mamãe: o aumento do útero comprime os órgãos digestivos. Há um afrouxamento da musculatura do sistema digestivo levando a prisão de ventre, azia e má digestão. Na consulta deste mês pode-se já começar o exame vaginal para avaliação das condições de dilatação do útero.
Idealmente as consultas devem ser realizadas a cada 3 semanas.

Bebê: feto mede 25 cm de comprimento, a pele é fina e avermelhada. Começa a engordar.
Pode-se ver os pulmões tentando "começar" trabalhar.
As pálpebras piscam, vê luz, chupa dedo e engole. O cérebro e tecido nervoso se desenvolvem mais rapidamente. Nos fetos do sexo masculino os testículos descem.
Em geral os bebês se posicionam de cabeça para baixo.

Sintomas, Sinais e Sensações:

Importante: você pode apresentar todos ou somente alguns dos sintomas descritos. Além de alguns sintomas que continuam do mês passado.

Físicos:
Movimentos fetais cada vez mais intensos;
Sensação de dormência na parte baixa do ventre;
Aumento da umidade vaginal (leucorreia);
Congestão nasal e sensação de entupimento do ouvido;
Prisão de ventre;
Âzia e dificuldade de digestão;
Câimbras nas pernas;
Possível inchaço dos tornozelos e dos pés, e às vezes também das mãos;
Possíveis dores de cabeça, às vezes desmaios e tontura;
Surgimento de algumas veias varicosas e/ou hemorróidas;
Dores nas costas;
Falta de ar e dificuldades para respirar;
Insônia;
Sensação de coceira no abdomen.

Emotivos:
Uma certa ansiedade com relação ao bebê e ao parto;
Períodos de distração e falta de concentração no que se está fazendo;
Sonhos e fantasias sobre o bebê.

Como seu Bebê Cresce dentro de Você

Desenvolvimento Acelerado:
Nesta fase seu bebê já está bem formado, o sistema nervoso está se aperfeiçoando cada vez mais, e o cérebro está tendo um desenvolvimento acelerado. Ao final do sétimo mês, seus pulmões começam a se desenvolver e se por acaso nascesse agora, teria grandes chances e possibilidades de sobreviver.

Ele sente e reage:
Seu bebê durante o sétimo mês já consegue ter várias reações, como abrir e fechar os olhos e ter maior percepção da luz; distinguir entre o gosto doce e o amargo, e responder a certos estímulos com choro.

Qual é o aspecto do bebê:
Ao final do sétimo mês, seu bebê terá crescido bastante, chegando a pesar de 1 a 1,3 quilo, e medindo entre 37 a 40 cm. À medida que ele cresce, vai ocupando cada vez mais espaço no utero, que começa a ficar uma casa um pouco estreita para ele.

Qual é o aspecto da mamãe:
Se você continua mantendo um aumento de peso controlado, deve estar parecendo uma grávida com um barrigão bem redondo e bonito, mesmo se cada vez mais você estiver sentindo os pequenos probleminhas normais da gravidez, aproveite para ir vendo cursos de preparação ao parto e também para descansar um pouco mais..

Algumas Possíveis Preocupações

Inchaço:
Muitas vezes, a gestante percebe suas mãos, pés, tornozelos, pernas e até o rosto, ficarem levemente inchados, por causa da retenção líquida que se verifica nos últimos meses da gravidez. Essa sensação de inchaço aparece normalmente no final do dia, ou quando faz calor, ou ainda se a gestante ficou muito tempo em uma mesma posição (sentada ou em pé). Se esse inchaço não for excessivo, e não estiver acompanhado de um aumento na pressão sanguínea, você não deve se preocupar, mas lembre-se sempre de procurar seu obstetra caso notar algo diferente (inchaço mais acentuado ou que não desaparece depois de uma boa noite de sono). Para aliviar esta sensação, você deve lembrar de apoiar os pés sobre um banquinho quando estiver sentada, alternar períodos em pé e sentada, usar sapatos confortáveis e evitar usar meias com elásticos que possam bloquear a circulação (dê preferência às meias elásticas para gestantes), e principalmente, beba muitos líquidos.

Calor Excessivo e Transpiração:
Esta sensação de calor que a gestante pode sentir principalmente nos últimos meses da gravidez, é provocada pelo aumento do nível hormonal, e faz com que a gestante tenha uma maior transpiração, principalmente à noite. Podem acontecer situações até engraçadas, de você sentir um calor absurdo em pleno inverno, enquanto todos estão trincando os dentes de frio. O que você pode fazer para reduzir esse incomodo: além de tomar vários banhos ao dia, vista-se em camadas, assim você poderá ir tirando as peças à medida queo calor for aumentando. E como você tem uma maior perda de líquidos por causa da transpiração, é importante repor bebendo muita água...

Tenha paciência no 7º mês

Chega o sétimo mês de gravidez. Apesar da futura mamãe se sentir contente por estar cada vez mais próximo o dia que estará com seu bebê no colo, ela se depara com um período no qual é preciso ter muita paciência. O último trimestre da gestação geralmente é marcado por sintomas que a grávida já pode ter sentido antes, mas que são intensificados nesta época: dores nas costas, inchaço dos tornozelos, pés e mãos, dificuldade para respirar e as inesquecíveis cãimbras.

Ainda fazem parte desta lista os movimentos fetais cada vez mais intensos, prisão de ventre, azia e dificuldade de digestão, surgimento de algumas veias varicosas e/ou hemorróidas, insônia, dor nos seios (pode até surgir leite) e uma sensação de coceira no abdôme. No entanto, vale um alerta: apesar destes sintomas serem considerados normais para o período, é sempre aconselhável informar ao obstetra qualquer alteração na rotina. "É preciso que o médico esteja informado porque estes sintomas podem ser algo típico do período ou estarem associados a outros problemas de saúde", afirma a ginecologista e obstetra Cláudia Pinto de Carvalho, de São José dos Campos. A médica dá como exemplo casos em que pacientes no terceiro trimestre de gestação apresentam falta de ar não somente pelo desconforto, mas por já ter um histórico de doenças respiratórias.

Já a dificuldade na respiração e na digestão no terceiro trimestre acontece porque o bebê, cada vez maior, aperta mais alguns órgãos da mãe, como o estômago e o pulmão. Mas Cláudia lembra que falta de ar no início da gravidez já pode ser um problema hormonal. "É sempre necessário que o médico avalie cada caso, porque este sintoma ainda pode ser causa de problema cardíaco", alerta a médica.

4 comentários:

  1. Parabéns!!!!! 10 semanas é bem ali!!!!! Espero que vc não tenha todos esses sintomas! rs

    beijoss

    ResponderExcluir
  2. é a respiração já deu pra perceber naquele dia lá no morrinho...a Midian nos apressando e eu e a noemí falando, "calma, ela tá grávida, deixa ela *tomar* um ar" hauhuahua
    bjoooO

    ResponderExcluir
  3. ADOREI AS DICAS...MUITO OBRIGADA!!!

    ResponderExcluir
  4. PAPAI E A MAMÃE DE REBECA NO 7.º MÊS EM BELÉM - PA:

    "FOI MUITO PRAZEROSO ACESSAR A PÁGINA DA REBECCA E DA MAMÃE DELA. COMO SOU MAMÃE DE 1.ª VIAGEM, É IMPORTANTE TERMOS ESSAS INFORMAÇÕES, JÁ QUE A MINHA GESTAÇÃO DA REBECA DAQUI TÁ CHEGANDO AO FIM. OBRIGADA POR TUDO!!!!! A REBECA DAQUI DE BELÉM AGRADECE!!!!

    ResponderExcluir

Eu e Rebecca Ficaremos muito Feliz com seu Recadinhos....Bjim